Perspectiva Geral da Bolsa Chinesa: Comprar ou Sair?

Por Brian Dolan, Estratega de Mercado Chefe, DriveWealth * Imagem de MarketWatch.com

As ações chinesas tiveram uma queda em junho, com o índice CSI 300 (índice Xangai Shenzhen CSI 300) perdendo cerca de 25% do seu valor em três semanas. Os mercados tinham previamente se questionado se as ações chinesas estavam em modo de bolha e eu acho que é seguro dizer agora que estavam. A pergunta que paira agora sobre os investidores em ações chinesas é se a bolha já rebentou por completo ou se está ainda a começar.

As 'Bolhas' são inerentemente difíceis de identificar, enquanto se estão a formar.  Elas podem crescer muito mais do que a maioria dos investidores jamais esperaria. O rebentamento das 'bolhas' é igualmente problemático, se não mais. Quanto do crescimento do mercado foi excessivo em termos de valorizações e que parte daquele foi apenas pura loucura do mercado? Até que nível os investidores já fugiram e quantos estão ainda pendurados à espera de uma recuperação que pode nunca chegar, antes que mais quedas os forcem a perder todas as suas poupanças?

Panorâmica Geral

Pouca coisa mudou em termos dos fundamentos por trás da espetacular subida dos preços das ações chinesas. Os requisitos em matéria de margem são um pouco mais rigorosos nalguns dos maiores corretores, mas também foram flexibilizados com a extensão dos prazos de prorrogação para seis meses. Apesar de ser inicialmente destinado a apoiar a atividade de investidores, alargar os períodos de prorrogação poderá produzir um efeito indesejado, mantendo os investidores presos às suas participações, não querendo assumir perdas, até que o tempo se esgote e os períodos de prorrogação vençam. Os investidores devem acompanhar essa situação cuidadosamente.

Em termos de fundamentos económicos globais, o panorama melhorou em grande parte ao longo do ano, com os EUA a continuarem a expandir-se moderadamente, e a Europa com um desempenho geral melhor do que o esperado há seis meses. (A situação na Grécia não deve afetar materialmente a Zona Euro ou as perspectivas económicas mundiais, independentemente da forma como evoluir. O risco que se corre a Grécia é uma reação de pânico por parte do mercado financeiro, em resposta a uma Grexit (saída da Grécia da zona euro), mas que não é a nossa expectativa principal, e qualquer volatilidade induzida pela Grécia deverá ser de curta duração.)

O crescimento chinês continua a abrandar, mas o governo e o PBOC (Banco Popular da China) estão ativamente empenhados através da implementação em curso de medidas de estímulo. Em relação ao resto do mundo, o crescimento chinês permanece bastante sólido e é mais do que suficiente para sustentar o panorama nacional. Um aumento antecipado da taxa de juro pela Reserva Federal dos EUA em setembro já foi digerido pelos mercados, de modo que não deve ser uma fonte de perturbação económica ou do mercado global. Tudo isso deixa o sentimento dos investidores como o principal motor da direção do mercado de ações chinês nos próximos meses.

Olhando para os Gráficos

Ao invés de tentar entrar na mente dos investidores chineses individuais, que foram responsáveis por 80-90% do volume de mercado recente, contaremos com uma análise técnica para fornecer as balizas para o rumo do mercado a curto prazo, com foco no índice CSI 300. Veja o quadro abaixo.

chinese stock market graph

 

Em termos de potenciais excessos do mercado, estudos de dinâmica praticamente não divergiam começando no final de abril, sugerindo que os ganhos da área de 4500-4800 eram falsos e insustentáveis. Analisado a partir desses níveis de preços, o actual declínio é apenas de um pouco mais de 10%, ou seja, a maior parte dos investidores não estão assim tão longe do dinheiro.

Em termos de níveis de resistência de curto prazo a monitorizar, o mais próximo é em 4278, com uma resistência Fibonacci de 38,2% desde os valores mínimos de novembro até aos máximos de Junho (2510 a 5370). O CSI 300 fechou alguns dias abaixo desse nível, e um fecho semanal abaixo confirmaria este apoio como quebrado, agora resistência. Olhando para as médias móveis, o CSI 300 fechou abaixo da Média Móvel Simples (SMA) de 100 dias a 4335, com a SMA de 50 dias maior em 4836.

O declínio global é reforçado pela ADX (Average Directional Index) (linha branca na parte inferior do gráfico) que aumenta até os níveis de tendência, o que significa que um declínio permaneceu. O Índice de Força Relativa (RSI-não representado) está a 33,25, baixo, mas ainda não demasiado vendido, o que significa que é possível haver mais fraqueza.

No gráfico nuvem de Ichimoku diário (abaixo), a perspectiva é mais sombria, uma vez que o preço caiu abaixo da nuvem. A parte inferior da nuvem, agora resistência, cifra-se nos 4410, mas sobe nas semanas seguintes para cerca de 4690/4700, permitindo, potencialmente, alguma recuperação enquanto os suportes fundamentais resistirem. A linha Tenkan (roxo) fez um cruzamento previsto da linha Kijun (amarelo) em 23 de junho e é a chave da resistência a curto prazo em 4460. A linha de Kijun é a resistência mais formidável em 4690. Eu esperaria que esta a desvantagem continuasse a ser o foco, enquanto estivermos abaixo desse nível, enquanto um movimento acima poderá indicar que o pior já passou.

chinese stock market graph2 Em termos de níveis fundamentais de apoio a ter em atenção para qualquer progressão da desvantagem, o CSI 300 tem-se mantido até agora acima de 4000, o que nada mais é do que o apoio psicológico transmitido por um número redondo. Logo abaixo é o retrocesso de 50% em 3948, seguindo-se do retrocesso de 61,8% em 3612, que coincide com a média sma a 200 dias em 3609. As quebras abaixo destes níveis de apoio são suscetíveis de ver aumentar a pressão para vender e novas quedas decorrentes. O último apoio significativo é a retração de 76,4% a 3195.

Panorama de Investimento

A atual queda nas ações chinesas parece ser impulsionado principalmente pela anulação da excessiva longa especulação bolsista. No geral, o panorama permanece totalmente favorável, com o governo chinês cada vez mais vocal e ativo na tentativa de estabilizar os mercados. É esperado que o PBOC forneça mais acomodação à taxa de juros, e ainda que as taxas estejam em mínimos históricos, ainda têm margem para descer muito mais. Se a venda de ações acelerar, não ficaria surpreso ao ver cortes mais drásticos na taxa por parte do PBOC na ordem de 0,5-1,0% ou mais.

Olhando para o futuro, a MSCI (um fornecedor líder de índices de mercado) anunciou no início de junho que as ações chinesas A serão incluídas nos globais índices MSCI. A inclusão de ações chinesas será feita de forma gradual, provavelmente a partir do quarto trimestre de 2015 e continuando durante vários meses. O resultado líquido é que os gestores de ativos globais que têm índices globais MSCI como referência precisarão de comprar bilhões de dólares em ações chinesas.

Observada no seu conjunto, a actual fraqueza representa provavelmente uma oportunidade de compra a longo prazo para os investidores em acções da China. No entanto, a imagem técnica sugere que se deve ser paciente e cauteloso e não tentar agarrar a faca enquanto ela está a cair, como diz o provérbio. Os investidores agressivos podem estar dispostos a entrar em cena agora e a começar a normalizar as suas compras neste momento de fraqueza, potencialmente usando os níveis de apoio identificados acima. Os investidores mais cautelosos vão querer ver alguns sinais de estabilização antes de entrarem no mercado, tendo em conta os níveis de resistência descritos anteriormente.

Alternativamente, com a recente flexibilização da regulamentação sobre os fluxos de capitais para fora da China, os investidores têm cada vez mais acesso a outros importantes mercados mundiais. Como forma de evitar a imprevisibilidade e a volatilidade do rebentar da bolha, os investidores poderão querer considerar investir noutros mercados globais importantes. Os investidores em mercados norte-americanos têm acesso fácil às marcas mais populares e valiosas do mundo, empresas cujos produtos eles consomem todos os dias. Investir em mercados norte-americanos também oferece um ambiente regulamentar forte, conferindo uma maior segurança e estabilidade aos investidores.  A grande variedade de ETFs disponíveis nos mercados norte-americanos também é uma maneira dos investidores diversificarem as suas carteiras e investirem em temas globais. Diversificar a carteira, através do investimento a nível internacional, faz sentido durante as épocas calmas. Durante os períodos de turbulência e incerteza, faz ainda mais sentido.

%CODE3%